.

.

.

.

A Origem

No local onde hoje está situada Embaúba não havia casas, igrejas, jardins; aqui era como a grande maioria das regiões afastadas da Capital Paulista, somente mato.

Por se localizar distante da cidade de São Paulo, e por ficar distante da faixa litorânea, a sua fundação se deu somente no início do nosso século (séc. XX). Ao redor de Embaúba existiam várias propriedades rurais onde nesta época não se dava valor à terra, pois ela era utilizada somente como meio de subsistência; só se plantava o necessário à sobrevivência.

Para sobreviver nesta região não era difícil, bastava ter um pouco de esforço para o plantio, que a sua sobrevivência estava garantida. Os produtos agrícolas que aqui eram plantados era o arroz, o feijão, o milho e outros produtos em pequenas quantidades.

Fundação do Povoado

A fundação de Embaúba não é tão comum como a fundação da maioria das cidades, que em geral são fundadas para o escoamento da produção agrícola, de recursos minerais, a fim de servir de elo entre uma cidade e outra. A sua fundação se deu devido a necessidade das pessoas das propriedades ao redor de se encontrarem para bater papo, jogar, tomar uma cachaça, de levar uma vida mais comunitária.

Está região era bastante isolada em relação as outras regiões, como as perto dos grandes centros comerciais do nosso Estado. Aqui o único meio de transporte era a carroça, e as estradas eram simples picadas feitas no meio do mato. As vilas e cidades mais perto era Iurupi que mais tarde se acabou devido a maleita (doença muito comum na época) e passou a se chamar Paraíso; a Vila Fonte, que depois da fundação de Embaúba, seus habitantes para cá vieram morar; e Cajobi que até 1990 foi o Município de Embaúba.

Vindo da cidade de Cajobi, um senhor e seus filhos que moravam nos arredores da atual Embaúba avistaram uma parte de terra e conversando entre eles resolveram ali fundar uma venda para nos finais de semana e dias santos virem até lá para tomar uma cachaça e “jogar conversa fora”. Isto se deu num sábado à tarde e no domingo logo de manhã pegaram a foice, o machado e foram fazer o roçado para ser construída a venda. Este homem foi o fundador de Embaúba e o seu nome está hoje na rua principal da cidade, é ele Balbino Rodrigues Coelho, e seus filhos José, João e Joaquim, que eram grandes proprietários de terra nesta região.

Com a ajuda de outras pessoas e seus amigos fizeram um roçado e ergueram ali um pequeno barraco de quatro cômodos, feitos de tijolos e madeira e mais a frente construíram um tablado de pau-a-pique e a partir daí todo o primeiro domingo do mês se fazia uma festa onde todos ajudavam com prendas(frangos, leitoas, cabritos) e em dinheiro, onde a renda que se arrecadava era para a construção de uma capela. Essas festas que ocorriam todo primeiro domingo do mês era acompanhada de terço e com o passar dos meses ela foi pegando uma certa popularidade que pessoas de todas as redondezas vinham participar desta festividade e em pouco tempo conseguiram arrecadar dinheiro para a construção da capela e ao seu redor foram construídos pequenos barracos feitos de madeira que em pouco tempo de simples barracos e boteco estava nascendo um pequeno povoado que teve o seu primeiro nome de Vila Coelho devido ao seu fundador Senhor Balbino Rodriguês Coelho. Este nome ficou por pouco tempo, passando a se chamar de Vila Albuquerque, esta em homenagem ao Prefeito de Jaboticabal, o Senhor Bento Vieira Albuquerque que teve seu mandato iniciado em 1912.

As pessoas que vinham para as festividades tinham que trazer até água, pois por se localizar em uma parte alta não havia nascentes onde fora iniciada a sua construção.

Desde a sua fundação nos primeiros anos do nosso século (XX) este lugarejo veio crescendo, e com o passar dos anos passou a ser interessante para Jaboticabal, pois com o aumento do número de habitantes e com a abertura de casas comerciais, via-se aí a oportunidade da cobrança de impostos.

Já em 1924, a dificuldade por comprar terrenos em Vila Albuquerque era tão grande que para instalarem seus negócios nesta que ainda era um povoado, era preciso pagarem 3 contos de réis por suas datas, como foi o caso do comerciante José Solomão e do comerciante Mario Brighente que pagaram 900$ (Novecentos contos de reis) por uma data.

Criação do Distrito

O crescimento de nossa Vila foi tanto que no dia 16 de abril de 1934, pelo Decreto Lei nº. 6607, o povoado de Albuquerque foi levado a categoria de Vila, passando a ter como Comarca e Distrito Jaboticabal.

No ano seguinte, em 07 de março de 1935, devido a grande distância do Município Mãe, Jaboticabal, e a Vila, pelo Decreto Lei nº. 6997 de 07/03/35, passa a ser distrito de Pirangi, que tinha como Comarca Jaboticabal.

Em 1938, pelo Decreto Lei nº. 9775 de 30/11/38, Vila Albuquerque deixa de ser Distrito de Pirangi, passando a ser Distrito de Cajobi. Esta transferência se deu devido à distância entre Vila Albuquerque e Pirangi, que nesta época era de aproximadamente 45 km, enquanto que a distância de Vila Albuquerque até Cajobi era de aproximadamente 16 km.

Pelo Decreto Lei nº. 14.338 de 30/11/44 o nome de Vila Albuquerque deixa de existir, passando a ser Embaúba (devido à arvore EMBAÚBA).

Criação e Emancipação do Município

Em 09 de janeiro de 1990, através Lei Estadual nº. 6.645, o Distrito é elevado à categoria de Município, com a denominação de Embaúba, desmembrado do município de Cajobi, pertencendo a Comarca de Olímpia.

Pesquisa realizada pelo Profº. Evaldo Garbin

Hino do Município |  Uma Luta de Treze Anos |  Desenvolvimento Econômico

1
2
3
4
5
6
7
8

Eventos Municipais

Festa da Padroeira Nossa Senhora Aparecida
Festa de Coroação de Nossa Senhora
Festa da Igreja São Miguel
Semana Santa em Abril
 Carnaval
 Festa do Peão

Ex-prefeitos

Edgard Alexandre
01/01/1993 à 31/12/1996

Luis Finoto Neto
01/01/1997 à 31/12/2000

Edgard Alexandre
01/01/2001 à 12/07/2003

Cionéia Denise Rocha Roares
13/07/2003 à 31/12/2004

Luis Finoto Neto
01/01/2005 à 31/12/2008

Jesus Natalino Peres
01/01/2009 à 12/12/2012

Paulo Rogério Brunelli
14/12/2012 à 31/12/2012

Paulo Rogério Brunelli
01/01/2013 à 31/12/2016

Rogério Cleber Peres
Prefeito Atual

01/01/2017 à 31/12/2020

Primeiros Vereadores

- Benedito Luís Venâncio
- Jesus Natalino Peres
- João Berto Neto
- João Cotrim
- Maria Inês Paliuco
- Nercílio Pinheiro da Silva
- Nivaldo Greve
- Pedro Rubens Berto
- Valdir Lopes de Oliveira

Características

Gentílico: embaúbense

Área: 83,1 km²
Densidade: 29,16 hab./km²
Altitude: 570 m

População: 2.423 hab.
     • Urbana: 2.060
     • Rural: 363
     • Homens: 1.259
     • Mulheres: 1.164

Hidrografia
     • Rio da Onça
     • Rio Turvo

Rodovias
     • SP-351

Prefeitura Municipal de Embaúba
Av. São Domingos, 26 - Centro
Embaúba - SP | CEP 15425-000

CNPJ: 65.712.648/0001-36

17 3566-8000
Atendimento ao público
Das 8h00 às 11h00 e das 13h00 às 16h00
Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.